quinta-feira, 23 de março de 2017

Portel (PA): Caminhada de Atualização da Política


Estarei neste final de semana em Portel, na região do Marajó (PA) para um diálogo sobre política no município e a forma de fazer política da Rede Sustentabilidade. 

Foto: Rafael Araújo



Portel, é um município com grandes possibilidades para o desenvolvimento sustentável e para a economia da floresta e de seus povos. Mas ainda tem índice de desenvolvimento humano muito baixo e graves problemas na oferta de serviços e equipamentos públicos tanto na zona rural quanto na zona urbana já muito pressionada pela migração rural. #vempararede #rede18



As atividades partidárias no município começam no sábado pela manhã. A discussão política ocorrerá no  QUIOSQUE BEIRA MAR, na Avenida Augusto Montenegro, S/Nº, Praia de Arucará, Centro, no horário entre 14:00 e 18 horas;  


E para participar Carmen ? 

Olha ai o telefone 98192-8201- e  e-mail: coletivoredeportel18@gmail.com;

Bora construir, manxs! 

Bora, que o portão da má política está aberto e corroendo esperanças. 

Mas a porteira das boas práticas está também aberta. Faça sua escolha!












quarta-feira, 1 de março de 2017

Mocajuba e seus causos políticos.

Uma amiga teve um entrevero virtual com um Secretário do Governo Municipal Mocajubense...
***




Daqueles agudos que as palavras saem “tudo-tremido” - como  se diz em linguagem popular.


****

Pois bem [...]
Na ocasião, o desentendimento teria sido porque minha amiga dizia a ele que mesmo assumindo o cargo de secretário, era na realidade "um pau mandado", que não tinha autonomia e que por trás deles haviam comandantes  e etc.


***
Daquele jeito. 
Foi um vuco-vuco para cá.
Vuco-vuco para lá.
***

E conversa vai, conversa vem.
O papo morreu por ai, como toda intriga virtual.
Mas foi forte. 


***
Eis que certo dia...
Ela estava em um lugar público com um grupo de amigos, lá pela beira do Rio Tocantins e o Secretário aparece [...]

Saca um “inormíssimo” terçado da mochila, e além disso parecia foooora de si.
Visivelmente transtornado e armado.


***

Rapaaaaaz!!!
Diz ela, que ela pensou: morri.
E sentada a espera das terçadas, despediu-se da farinha e imaginou seu fim.
Menos de um minuto angustiante, que nem seus "cambitos" conseguiam tomar uma atitude e sair correndo.





farinha de mandioca
***

Para sua sorte, diante do estado do secretário, alguém o interpelou.
Então, ficou claro que  seu alvo  era um radialista que comumente envolve-se em grandes confusões pelas manifestações em uma certa rádio da cidade. E não minha apavoraada amiga. 

***

Depois de acalmado, ele seguiu em busca de seu alvo e minha amiga voltou aos braços da farinha.

Ufffa!
Foi por pouco.

***

Eita Mocajuba!

Sua política e seus causos. 

Coordenador da Juventude da Gestão em Mocajuba diz que quem votou em outro candidato (a), só pode reclamar de algo quando seu candidato (a) se eleger!



Quarta - feira de cinzas !  

Um bom dia para reflexões sobre política pública, especialmente em Mocajuba, que em 120 anos nunca tivemos muitas mudanças essenciais no trato com a coisa pública - principalmente quando o assunto é impessoalidade. E por isso chegamos onde chegamos - uma pequena elite mofada e enriquecida, não raro formada por criminosos do colarinho branco - que deviam estar na cadeia. E de outro, a criminalidade e a falta de alternativas aumentando. No meio disso, uma espécie de "classe média" que sustenta a oligarquia e, faz parte dela, como vassalos e aliados úteis. Eles orbitam em torno da oligarquia-núcleo, e ora seguem uma fração dela, ora seguem outra.


Um voto útil inflamado por uma campanha rica em marketing tirou o grupo de Rosiel Costa (PR) e elegeu Fátima Braga (PMDB) - com forte conotação de vingança - "tira ele que ele é ruim, e ela tem tutano financeiro para vencê-lo", era o que se ouvia nas ruas. Era o que as pessoas diziam a mim, como candidata a prefeita nas últimas eleições. 



E ver em redes sociais posturas clássicas do "modo Rosiel Costa" de governar nos leva a crer que podemos estar diante do famoso "seis por meia dúzia". 


Eu testemunhei isso várias vezes, em uma delas, o ex-prefeito disse a um trabalhador rural que manifestava melhorias nas condições de educação na comunidade " Fulano, tu não votastes em mim". Os manifestantes gravaram em vídeo e e você pode ver aqui. 



Princípios da gestão pública com a impessoalidade e a eficiência foram esquecidos ? 
Ou nunca foi tomando conhecimento? 


Se não isso, o slogan não era "O novo, para governar para todos"? 


Os novos representantes do poder público, são servidores ou marionetes de uma estratégia de constrangimento a qualquer tipo de crítica? Alguém está também lendo as estratégias fascistas de manutenção no poder pelo constrangimento público e inibição a qualquer  debate ?  Não era assim que Rosiel Costa (PR) agia, (e ainda age, né Rosica?, poxa mano, agora somos iguais, perdemos a eleição, tu com aquela campanha milionária, ou melhor, luxuosa, e eu com minha campanha modesta, mas entre nós, não há diferença - os dois perderam) 







É isso mesmo ? 

A gestão é exclusiva de quem votou ? Os demais cidadãos e cidadãs estão alienados de qualquer manifestação? Eu não votei. Eu estou chorando ou manifestando meu direito a liberdade de expressão?  

É a esse tipo de postura que está novamente entregue prefeitura de Mocajuba (PA)? 

O chamado "rei na barriga de nosso oligarquia Imperial amparada por um vassalagem envaidecida e raivosa com total desconexão com o quê prima a gestão pública? 


Obviamente nunca achei que o grupo de Fátima Braba poderia trazer grandes mudanças a gestão, e por isso, mesmo convidada - recusei-me a participar do projeto político do PMDB na cidade. Contudo, nutria certa esperança de avanço mínimo no trato com a coisa pública. Observação: isso não significa limpar as ruas, posto que isso é serviço básico. Mudança no trato com a coisa pública é outra coisa. 

Nota importante: essa estratégia da acusação de "choro" não faz efeito em mim.  
Em tempo: Rafael Wanzeler chamou-me no bate papo do Facebook, com a expressão " antes de você falar alguma coisa, deveria saber primeiro a real situação. ok ?????? 


Ressaltou que nunca citou meu nome do debate político eleitoral, em uma manifestação de respeito e amizade, acredito.  Expliquei para Rafael Wanzeler que não estava conflituando com ele (pessoalmente). Mas pautando uma questão importante para o debate público. Eu continuo acreditando nisso. Visto que não é apenas Rafael Wanzeler, muito significativamente, Coordenador Especial da Juventude do governo Fátima Braga (PMDB) que adota tal postura de tentar, via redes sociais, emplacar essa idéia de que quem não votou na prefeita eleita, nada pode falar. Muitos membros curtem e reproduzem em seus posts.  


Como pensar a política da juventude e a política em geral com tal tipo de postura? Ao invés disso, não deveríamos estar construindo canais de participação para que a política pública espelhasse os anseios dos jovens? Dos demais?  



Com a palavra a prefeita eleita Fátima Braga...

domingo, 5 de junho de 2016

Marina Silva e uma mocajubana que virou Matinta!


Foto: Welhington Paes

Essa semana que passou estive alguns dias com nossa porta-voz nacional da Rede de Sustentabilidade, Marina Silva.


Dias incríveis, para trocar experiências e aprender muito. 
Novamente.



Boas práticas políticas sem dúvida a gente aprende com quem ás vive rotineiramente.
Marina é ética,
Profundamente culta,
Pensa muito rápido e é extremamente generosa.
Quando mais a conheço, mais a admiro.
Posso não ser "marinista" no sentido do culto a uma pessoa,
Mas sem dúvida, sou marinista na defesa de um modo ser.
Um modo de viver boas práticas políticas;




Conviver com Marina é uma grande oportunidade de se aprender a ser melhor.
A manter a firmeza de propósitos.
E como nos conduzir dentro de uma trajetória para passar a limpo a política;
E resgatar sua importância e credibilidade diante das pessoas.





Estes dias de vivência ao lado dela,
Vi seu lado humano diante de uma leve crise de pressão.
Senti profundamente, pensei: ela não é imortal.
Mas, olhando novamente sob outro ângulo, percebi sem dúvida de sua imortalidade.
O conhecimento profundo da política e da realidade brasileira fica menor diante de sua grande capacidade para ação política e para o reinventar a política pelo exemplo.
Liderar pelo exemplo.
E nos ajudar a sermos sempre melhores,




Sua aparente fragilidade desmanche-se diante de seus argumentos. Da autoridade dos argumentos.




E entendo, quando diz que pessoas virtuosas constroem instituições virtuosas que produzem instituições virtuosas. E tentamos fazer isso criando e operando um partido em Rede, diferente de tudo que já se viu no país. 
Não pronto, mas em construção cotidiana.
Democratizar a Democracia 
Primar pela horizontalidade e não por decisões verticais,
Dialogar com respeito,
Respeitar a diversidade,
Construir a sustentabilidade por inteiro.






Sem dúvida, com todo respeito a quem segue políticos tradicionais, eu não vejo como convivermos com canalhas e não sermos levados a canalhice. 
É preciso aliar-se a quem busca levar  a cabo novas práticas políticas.
E tem a generosidade de ensinar.





Eu sinto que estou onde sempre deveria estar.
Rede de Sustentabilidade.
Ao lado de Marina.
Marina Silva.
Imortal.


Foto: Welhington Paes

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Mocajuba: a era da transparência chegou

Está no ar o site para divulgação das contas públicas mocajubenses.
Veja,

http://www.governotransparente.com.br/acessoinfo/4477490/consultarliqdesporcpessoal

A transparência é uma questão republicana - que fortalece a democracia. Ao saber sobre o uso dos recursos os municípios é estimulado a participar, agir. Sente-se mais próximo do governo e parte dele.

Destaquemos,

Nosso portal foi posto por força da pressão do Ministério Público de Mocajuba (PA) - muito tempo após o estabelecido pela lei.

Em tempos da era da informação e das ferramentas intuitivas o site parece feito para esconder.

Contudo, um avanço.
Não do governo - obviamente.
Mas da democracia mocajubense.
Avancemos.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

População Volta a denúnciar crimes ambientais promovidos pela prefeitura municipal de Mocajuba (PA)

reprodução internet


A denúncia foi feita pela mocajubano Paulo Baía e está circulando nas redes sociais depois de inúmeras reclamações pontuais de crimes ambientais praticados pela prefeitura no que tange ao não gestão de resíduos sólidos.  



A continuidade do lixão e não construção do sistema de tratamento expõe a população a vários tipos de poluições, com destaque para a poluição derivada da queima sistemática do lixo e contaminação do ar; e da contaminação dos igarapés, a exemplo do Maia, e do Igarapé do Ipixuna.


O desabafo diz: 

Onde está o ministério público de Mocajuba que não vê está situação prefeitura de Mocajuba despeja todo tipo de lixo na beira da PA 151 bem próximo a cidade e os vereadores onde estão?


A ausência total da gestão dos resíduos sólidos é um problema crônico em Mocajuba (PA). Os últimos governos anteriores a Rosiel Costa (PA) nada fizeram e saíram com graves problemas com  as leis que regem os princípios administrativos. 



A gestão ambiental é uma ferramenta importante do desenvolvimento sustentável e infelizmente mesmo após vinte anos de criação do Sistema Nacional de Meio Ambiente (Sinama, clique aqui), uma estrutura nacional que ordena a questão ambiental , Mocajuba não possui Secretaria de Meio Ambiente, e consequentemente o sistema municipal de meio ambiente também não está construído.


Ou seja, no que se refere a questão ambiental em sentido largo, estamos no período das trevas em Mocajuba (PA) nossos governantes e legisladores vivem com as intenções voltadas aos seus interesses privados. 




Enquanto isso, a vassalagem diretamente associada segue com olhos mudos e vigilante pelo momento em que pode obter algum privilégio. 



Muda e surda a vassalagem diretamente associada a velha oligarquia - seja do grupo de A, B , ou C - (Rosiel, Amadeu, Zé Antônio...) não pode tem conseguido manifestar-se e, mesmo insatisfeita espera - posto que pode sobrar um cargo, uma vantagem, uma amizade no núcleo do poder para fazer mais importante.





Infelizmente, é no jovem e que temos que buscar as mudanças sob pena de aumentar nosso flagelo.




A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que foi sancionada em 2 de agosto de 2010, determina ações importantes neste campo: 

1.a extinção dos lixões do país, 
2. implantação da reciclagem, 
3. reuso; 
4. compostagem;
5. tratamento do lixo;
6.Coleta seletiva nos municípios.


A desculpa são é sempre a falta de recursos financeiros. Contudo, devemos nos perguntar;

Isso é realmente verdade? 
Ou a prefeitura  poderia  avançar neste campo se tivesse vontade política, preparo e compromisso?


O fato é que se não está sendo cumprida a lei, a situação é de ilegalidade. Neste caso, cabe a população formalizar denuncia ao Ministério Público para que ajustes sejam mínimos sejam feitos. 
Informe-se leia sobre a lei aqui,










domingo, 1 de maio de 2016

Dona Titó! Muitas décadas de conhecimento! Parabéns do Blog.

Dona Titó e Carmen Américo
Sogra e Nora.
É sempre uma dificuldade expressar emoções;
Parabenizar quem se ama.
Mas é sempre o caminho necessário da vida.

Dona Titó,
Guerreira,
Ribeirinha Amazônica,
Agricultora
Pescadora
Extrativista,


E a gente precisa olhar as mulheres idosas como fonte de saber, inspiração e conhecimento,
Especialmente as amazônidas.
Que aprenderam com a floresta,
A magia da vida.



Conversar com ela é sempre uma inspiração para mim.
Parabéns Titoca.

Pará: Violência contra Mulher! Aumentou 78% no Pará. Quanto aumentou em Mocajuba?

reprodução
internet

Importante  reportagem do Jornal o Liberal. Compartilhamos com vocês com muito tristeza. O machismo possui muitas estratégias de dominação. Dentre elas estão as mais covardes e sutis - e tão ruins quanto a sua sua face mais violenta e a assassina. Por isso, o empoderamento feminino é uma obrigação de toda sociedade. Desde as idades mais tenras.

Mas é também questão primeira para a política pública em todas as esferas. A esfera privilegiada de ação é a escala municipal que está próximo e diretamente ligada aos cidadãos e cidadãs.





Veja.

O Ligue 180 registrou ao longo do ano passado cerca de 11 relatos por dias de agressão a mulheres no Pará, com um total de 3.927 ligações - taxa de 116,80 agressões a cada grupo de 100 mil mulheres do Estado. O número é 78% superior ao registro de 2014, quando foram anotadas 2.206 denúncias do Pará.


Os dados são do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, levantados a pedido de O LIBERAL, com base nas ligações recebidas pelo telefone da Central de Atendimento à Mulher (Ligue 180), um disque-denúncia que é a principal porta de acesso aos serviços que integram a rede nacional de enfrentamento à violência contra a mulher.


Desse total, 1.274 denúncias (32,5%) foram para relatar agressão física, o que representa mais de três acusações desse tipo de violência por dia. É quase o dobro do número denunciado no ano anterior, que fechou com 793 registros. O segundo tipo de violência mais relatado foi o de agressões psicológicas, com 625 ligações (16%).


A perseguição de mulheres, por exemplo, é um tipo de violência que se enquadra nessa classificação. Em média, elas responderam por uma em cada cinco denúncias que chegaram à central de atendimento, provenientes do Pará. Na passagem dos dois últimos anos, essa violência apresentou um acréscimo de 212 novos registros.


Ainda segundo o balanço de 2015 do Ligue 180 no Pará, em 66,3% dos casos relatados de violência contra a mulher (2.603) há a chance de feminicídio. Das 3.927 ligações relatando violência, 75% dos denunciantes informam episódios recorrentes de violência, com casos semanais de agressão. A Lei do Feminicídio – Lei nº 13.104, de 9 de março de 2015, tornou o assassinato de mulheres qualificado quando feito por menosprezo à condição de mulher.



Outro caso que possui alguma frequência é o de cárcere privado, com 124 denúncias no decorrer de 2015. Já o número de relatos de violência sexual é ainda maior, com 157 relatos, o que corresponde no Pará a um caso a cada dois dias. De acordo com o balanço, em comparação com o mesmo período em 2014, a Central de Atendimento à Mulher registrou aumento de 726,6% das denúncias de cárcere privado e de 324,3% nos casos de estupro. Apesar dos dados serem preocupantes, o Ministério das Mulheres avalia que o aumento dos relatos mostra a conscientização da população perante a importância de realizar a denúncia.





O levantamento mostra que é em casa que as mulheres paraenses são violentadas. Em 68,3% casos denunciados, a violência descrita foi doméstica ou familiar, sendo o atual companheiro da vítima o principal agressor (52,9%). O cônjuge também aparece como agressor em 15,2% dos casos e os ex-companheiros em 16,3%.


O tempo de relação das vítimas com os agressores aparecem como duradouros, sendo de 30,5% acima de dez anos e de 18,7% entre cinco e dez anos. Outra característica, é que na maioria dos casos em que a vítima possui filhos, eles presenciam a violência - um em cada quatro registros. Em quase 10% das denúncias, os filhos e filhas dessas mulheres também sofrem violência.



Já na análise do perfil dos denunciantes paraenses, surgem nas primeiras posições as próprias vítimas, com 45,4% dos registros, seguido pelos vizinhos, com margem de 4,1% dos casos. O serviço de denúncia funciona há mais de nove anos e já realizou mais de 4 milhões de atendimentos. Desde 2014, a Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 acumula também as funções de acolhimento e orientação da mulher em situação de violência. O serviço também está disponível para brasileiras no exterior. São 16 países entre América Latina, Europa e América do Norte.




Feminicídio
Completou um ano na quarta-feira, 20, de abril o assassinato da jovem Ingred de Kássia Israel, considerada a primeira vítima cujo crime foi enquadrado na tipificação de feminicídio no Pará, e o suspeito, que era o namorado dela, está preso em uma unidade do Sistema Penitenciário do Pará aguardando julgamento.
De acordo com a Polícia Civil, ele confessou o assassinato, mas afirmou, em depoimento, que agiu em legítima defesa. A estudante foi encontrada morta com perfurações no corpo dentro de sua casa, em Ananindeua.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

conhecendo e cuidando da pele oleosa.

Olá amores, tudo bom?

Hoje vou falar um pouco sobre a pele oleosa.























PELE OLEOSA.

 Para manter a pele bonita e saudável exige cuidados diários, e essa ideia se reforça ainda mais se a pele for oleosa. 

A oleosidade pode ser uma característica permanente da pele e momentânea, pode ser desencadeada por estresse, variação hormonal, alimentação, e até mesmo no uso incorreto de cosméticos pode deixar a pele oleosa e com os poros abertos, exposição ao sol,  entre outros.

Normalmente, a oleosidade da pele se encontra na chamada zona T do rosto, nariz testa e queixo, e pode resultar em aparecimentos de puntos negros, cravos e acnes.

 Por esses motivos a pele oleosa necessita de alguns cuidados especiais. ;)

VAMOS AOS CUIDADOS BÁSICOS DIÁRIOS:

 O cuidado principal é usar os produtinhos indicados para a pele oleosa. ;) 

1- HIGIENIZAÇÃO-Lavar os rosto com sabonete com ativos que controlam a oleosidade do rosto, como ácido salicilico ou glicólico.

2-TONIFICAÇÃO- Após a higienização o ideal é tonificar a pele com loção adstringente para regular o PH da pele, que além de controlar a oleosidade, deixa os poros bem fechadinhos. 

3- HIDRATAÇÃO- Quem acha que pele oleosa não pode ser hidratada está enganado. heheh
a hidratação sempre é importante para manter o manto hidrolipidico da pele em equilíbrio. Quer uma dica? vitamina C em sérum. Eu adoro vitamina C e sempre indico para minhas clientes e elas amam de paixão, pois ela hidrata, nutre a pele, deixa com aspecto macio, sedoso, ajuda no combate a acne e controla a oleosidade. não é o máximo? Não tem como não amar a vitamina C gente. <3  <3

4-PROTEÇÃO- Indispensável no cuidado da pele. Gente, adiante tirar a sujidade da pele tonificar e hidratar e não proteger? ainda mais se for sair, que lá fora é um sol de fritar e queimar qualquer fototipo de pele.
 Então, vamos usar filtro solar para manter nossa pele bem protegida dos agressores externos.
Ahh, lembrando que, o filtro solar indicado para pele oleosa deve ser oil-free (livre de óleo), existem vários no mercado e de várias texturas. Particularmente eu amooo  filtro solar em pó, e minhas clientes então estão apaixonadas pela versão, pois além de proteger você fica maquiada, com a pele livre de oleosidade e leeendaaaaaaa.  
                                        


TRATAMENTOS ESTÉTICOS:

Os peelings continuam sendo a melhor opção para o controle da oleosidade. É ótimo pois abrange e trata varias patologias como acne, manchas, ruguinhas, além de deixar a pele macia, menos espessa e diminui os poros.
Tem o desincrust que trata somente a oleosidade da pele, Laser Co2, enfim, entre vários tratamentos que podem ajudar a controlar a oleosidade da pele. 

Para agendamentos mandem um zap para 982019662- Jucy Coelho ;)

Então é isso gente linda, caso seja esse seu caso,  consulte um esteticista  para lhe indicar o melhores produtos( desde o sabonete, tônico adstringente, hidratante e filtro solar)  
 Fica as dicas! espero que tenham gostado. ;) 
 ;) <3 
Afinal, é fundamental se sentir bem com sua aparência!

"Veja bem, meu amigo, a consciência é um orgão vital e não um acessório, como as amígdalas e as adenóides."(Martin Amis)

Leitores do Amazônidas por ai...


localizar